deusa Eir – "A Curadora Silenciosa"

deusa Eir


Eir é uma deusa da mitologia nórdica ou escandinava, mais conhecida por sua habilidade de cura (principalmente com ervas), inclusive conhecedora da ressurreição. Seu nome está ligado a socorro ou piedade no nórdico antigo. Ela é uma das deusas da montanha Lifia (“que cura através da magia”). Também era boa amiga de Frigg e considerada como uma das vinte criadas dela. Eir também é o nome de uma das nove criadas que servem o gigante Menglöd no poema Svipdagsmál.
Como uma mestre no medicamento, Eir é a protetora dos trabalhadores saudáveis. Ela é tida como na medicina moderna não apenas como médica física, mas também mental, emocional e espiritual. Dizem que Eir entrega suas curas a todas as mulheres que já a viram, e ela apenas ensina as mulheres seus segredos das artes medicinais. De acordo com a lenda, apenas as mulheres podiam aprender as artes de curas escandinavas.
ELEMENTOS: terra, ervas.
ANIMAIS TOTÊMICOS: rã, sapo, galo, galinha
CORES: verde, branco
ÁRVORES: bétula, salgueiro, pinheiro
PLANTAS: todas as ervas e cogumelos medicinais.
PEDRAS: ágata musgosa, nefrita, malaquita, jaspe-sanguíneo, brifonite (pedra formada na cabeça de sapos).
DATAS DE CELEBRAÇÃO: 06/05
SÍMBOLOS: almofariz, pilão, número 9, montanha, sauna sagrada, banhos e emplastros de ervas, chás depurativos, fontes curativas, jejum, reclusão, silêncio, encantamentos e talismãs rúnicos (que podem ser usados como rituais para a saúde).
RITUAIS: colheita de ervas, terapias naturais, práticas xamânicas, purificações, peregrinações para locais de poder (fontes, grutas, montanhas, florestas, círculo de menires, pedras rúnicas).
PALAVRA-CHAVE: cura
RUNAS REGENTES: Uruz, Ansuz, Laguz,

[Fonte: Wikipedia e Mistérios Nórdicos/Mirella Faur]

Uruz

Ansuz

Laguz


Anúncios