Beltane – 31/10

Sabbat Beltane


” O Sabbat Beltane marca a união da Deusa e do Deus, representando a fertilidade dos animais e as colheitas do próximo ano.

É o simbolismo da união entre os princípios masculinos e femininos da criação, a união dos meios de todos os poderes que trazem vida a todas as coisas. Em Beltane, comemoramos a fertilidade, o amor que dá força a tudo e o retorno do Sol com toda a sua intensidade.

A palavra Beltane vem do nome do Deus céltico Bel, que era o senhor da vida, da morte e do mundo dos espíritos. Tinne é uma palavra céltica que significa “fogo”. Assim, Beltane quer dizer “Fogo de Bel”. 

A antiga tradição requeria que o fogo doméstico fosse apagado da casa toda casa nesse momento. Uma grande fogueira era feita com as nove árvores sagradas (freixo, bétula, teixo, aveleira, sorveira, salgueiro, pinheiro, espinheiro e carvalho) e então acesa pelos Druidas, sem o uso de pederneira ou aço, ao nascer da Lua, dando-se início à comemoração do Sabbat.

Entre os primeiros povos Pagãos era costume pular a fogueira de Beltane para se livrar de doenças e energias negativas, assegurar bons partos e para pedir as bênçãos dos Deuses da fecundidade. 

Fogueira



Cada família levava brasas desse fogo para sua casa. Isso simboliza a renovação da vida depois do inverno. Levando as brasas do fogo sagrado e reacendendo o fogo doméstico, as pessoas compartilhavam do divino, representando uma bênção de esperança para um Verão próspero e fértil, com uma colheita abundante.

Beltane é o tempo para celebrar a vida em todas as formas. É o momento de dar boas-vindas ao Verão, momento  de equilíbrio, no qual nos despedimos das chuvas.

Ainda hoje continuamos com a tradição de elevar um grandioso Mastro para celebrar esse Sabbat. O Mastro simboliza o falo do Deus e ele sempre é ornado com uma coroa de flores, representando a vulva da Deusa, e fitas multicoloridas. Cada participante pega uma fita e começam então a entrelaçar uma na outra até que todo o Mastro esteja revestido por elas. Conforme dançam e entrelaçam as fitas no Mastro, estão representando a união da Deusa e do Deus. Na essência, os participantes estão realizando uma incrível união sexual no nível Divino.

Mastro



Em Beltane, o Grande Rito é realizado e possui um significado muito mais especial nesse Sabbat, pois representa o Casamento Sagrado, a União Sexual da Deusa e do Deus que sustentará a Terra, dando uma colheita farta e abundante para todos nós nos meses vindouros. O Grande Rito é realizado simbolicamente, quando o Athame (símbolo fálico) é mergulhado no Cálice (simbolo do ventre da Deusa).

Athame no Cálice



Beltane é um Grande Sabbat e, por isso, uma fogueira é acesa de acordo com as Antigas Tradições. O Deus Bel é invocado e então todos pulam a fogueira para se livrarem da má sorte, doenças, negatividade e para atrair a fertilidade para suas vidas. O Fogo simboliza o Deus em seu total aspecto de Amante da Deusa. 

Neste dia, celebramos a vida dançando em volta do Maypole, dando as boas-vindas ao Verão que se aproxima, pulando o Caldeirão para atrair fertilidade. Muitos casais pulam o Caldeirão, para conceber uma criança. A fertilidade sexual é invocada e celebrada como o meio pelo qual todos vêm para a Terra. Beltane é o dia da alegria, da felicidade e do riso. É a festa mais alegre dentre todas, pois celebra a vida em todas as suas manifestações.



É em Beltane que as sementes plantadas no Equinócio da Primavera começam a germinar e brotar. Magicamente falando, Beltane é o tempo para fertilizar, nutrir e encorajar aquilo que plantamos em Ostara, que são nada mais nada menos que os nossos próprios desejos.

CORRESPONDÊNCIAS DO SABBAT
CORES: Verde
NOMES ALTERNATIVOS: Rudemas, Véspera de Maio, Giamônios.
DEUSES: Deuses da floresta, fertilidade, sexualidade, êxtase. A Deusa, no seu aspecto de Fertilizadora e o Deus, como o Fecundador
ERVAS: cardo bento, curry, narciso, coriandro, sangue-de-dragão, samambaia, urtiga, sementes de linho, espinheiro, manjerona, páprica, rabanete, cogumelo, amêndoas, rosas, folhas de sabugueiro, baunilha, ylang-ylang.
PEDRAS: malaquita, quartzo rosa, esmeralda, berilo, turmalina, quartzo verde amazonita, aventurina.”

[Wicca – a Religião da Deusa, por Claudiney Pietro]




Anúncios